segunda-feira, 13 de abril de 2015

A VERDADE ESTÁ NA BÍBLIA




  • Ossário com a inscrição "Judá, filho de Jesus", encontrado no túmulo de Talpiot
    Ossário com a inscrição "Judá, filho de Jesus", encontrado no túmulo de Talpiot
Aclamados por alguns como a mais significativa de todas as relíquias cristãs, mas negados por céticos em meio a acusações de falsificação, interpretação errônea e especulação precipitada, dois artefatos antigos encontrados em Jerusalém desencadearam um debate arqueológico e teológico acirrado nas últimas décadas.
No centro da discussão está uma série de inscrições que levaram alguns a sugerir que Jesus de Nazaré era casado e teve um filho e que a Ressurreição jamais poderia ter acontecido.
Agora, a terra pode ter revelado novos segredos sobre essas antiguidades controversas. Um geólogo de Jerusalém acredita que estabeleceu uma relação entre elas que reforça o argumento de sua autenticidade e importância.
O primeiro artefato é um ossário, ou uma caixa para enterrar ossos, que traz a inscrição em aramaico "Tiago, filho de José, irmão de Jesus", que o colecionador de Israel que é seu proprietário diz ter comprado de um negociante de antiguidades em Jerusalém Oriental na década de 1970. Mais de uma década atrás, a Autoridade de Antiguidades do governo de Israel declarou que a parte da inscrição que dizia "irmão de Jesus" era uma falsificação e entrou com acusações contra o colecionador; um tribunal de Jerusalém decidiu em 2012 que o Estado não tinha conseguido provar seu caso.
O segundo artefato é um túmulo descoberto em um canteiro de obras no bairro de Talpiot, em Jerusalém Oriental, em 1980, que foi alçado à fama por um documentário de 2007, "The Lost Tomb of Jesus" ["O Túmulo Perdido de Jesus"]. O filme foi produzido por James Cameron ("Titanic") e roteirizado por Simcha Jacobovici, um cineasta nascido em Israel e que vive em Toronto. Ele foi exibido pela primeira vez no Discovery Channel em 2007.
A câmara funerária, que depois ficou conhecida como túmulo de Talpiot, continha dez ossários, alguns com inscrições que foram interpretadas como "Jesus, filho de José", "Maria" e outros nomes associados a figuras do Novo Testamento. O grupo de nomes levou Jacobovici e seus defensores a argumentarem que este talvez fosse o túmulo da família de Jesus de Nazaré, uma afirmação sensacional rejeitada pela maioria dos arqueólogos e especialistas, que disseram que esses nomes eram muito comuns naquela época.
Críticos como Amos Kloner, arqueólogo do distrito de Jerusalém na época, acusaram Jacobovici de tirar conclusões precipitadas para promover seu filme. Jacobovici e seus defensores dizem que, se pudesse ser provado que o ossário conhecido como de Tiago, cuja proveniência não é clara, veio do túmulo de Talpiot, os nomes inscritos nele, acrescentados ao grupo de nomes encontrados no túmulo, aumentariam as chances de o túmulo pertencer à família de Jesus de Nazaré.
Aí entra o geólogo Aryeh Shimron. Ele está convencido de que fez essa ligação, ao identificar uma combinação geoquímica bem definida entre elementos específicos encontrados em amostras coletadas no interior dos ossários do túmulo de Talpiot e do ossário de Tiago.
Quando os ossários de Talpiot foram descobertos, eles estavam cobertos por uma camada espessa de um tipo de solo, o rendzina, que é característico das colinas de Jerusalém Oriental e foi capaz de impor uma assinatura geoquímica única aos ossários enterrados sob ele.
"Acho que tenho provas realmente fortes e praticamente inequívocas de que o ossário de Tiago passou a maior parte de sua vida, ou de sua morte, no túmulo de Talpiot", disse Shimron em uma entrevista no saguão do hotel King David enquanto apresentava suas descobertas, ainda não publicadas, a um repórter pela primeira vez.
Um Indiana Jones improvável, Shimron, 79, nasceu na antiga Tchecoslováquia e é especialista em gesso. Hoje aposentado como pesquisador sênior do Serviço Geológico de Israel, um instituto governamental especializado em ciências da terra, ele esteve envolvido com a geologia arqueológica nos últimos 20 anos.
Shimron baseou sua pesquisa na teoria de que um terremoto que estremeceu Jerusalém no ano 363 d.C. inundou o túmulo de Talpiot com toneladas de terra e lama, deslocando a pedra de entrada e cobrindo os ossários de giz completamente, algo pouco comum. "O solo criou uma espécie de vácuo", disse ele. "A composição do túmulo foi simplesmente congelada no tempo."
Nos últimos sete anos, Shimron vem estudando a química das amostras raspadas da parte de baixo da crosta de giz dos ossários de Talpiot e, mais recentemente, do ossário de Tiago. Ele também estudou amostras de solo e cascalho de dentro dos ossários. Além disso, para fins de comparação, ele examinou amostras de ossários de cerca de outros 15 túmulos.
Jacobovici, que vem documentando a pesquisa para outro filme, disse que "a produção" financiou o trabalho de laboratório.
A Autoridade de Antiguidades de Israel forneceu acesso à maioria dos ossários e retirou a maior parte das amostras sob a direção de Shimron. Uma porta-voz da autoridade disse que a entidade forneceu alguma consultoria técnica para o filme de Jacobovici, mas que não o manteve atualizado sobre a pesquisa.
Shimron estava em busca de quantidades incomuns de elementos derivados do solo rendzina, como silício, alumínio, magnésio, potássio e ferro, bem como elementos de rastreamento específicos, entre eles fósforo, cromo e níquel – componentes característicos do tipo de solo argiloso de Jerusalém Oriental que, segundo ele, encheu o túmulo de Talpiot durante o terremoto. Os resultados, diz ele, colocam claramente o ossário de Tiago no mesmo grupo geoquímico que os ossários do túmulo de Talpiot. "A prova vai além do que eu esperava", disse ele.
Hoje, o túmulo de Talpiot está lacrado, no subsolo, sob uma laje de concreto em um pátio localizado entre prédios de apartamentos comuns na rua Dov Gruner, em Talpiot Oriental, e seus ossários estão sob custódia da Autoridade de Antiguidades de Israel. O ossário de Tiago foi devolvido a seu proprietário, o colecionador Oded Golan, que mora em Tel Aviv e guarda a caixa em um local secreto.
No entanto, as descobertas de Shimron devem reacender as controvérsias do passado.
Existe a ideia de que os restos mortais, que incluem matéria óssea, de Jesus de Nazaré sugeririam que não pode ter havido uma ressurreição do corpo. Além disso, especulações de que uma das caixas de ossos encontrada em Talpiot pode ter pertencido a Maria Madalena, enquanto outra trazia a inscrição "Judá, filho de Jesus" só aumentaram a controvérsia das descobertas.
Embora dez ossários tenham sido desenterrados em Talpiot, apenas nove permanecem lá. Apesar de os arqueólogos dizerem que o décimo era uma caixa simples e quebrada que foi jogada fora, isso, também, gerou perguntas e teorias da conspiração, incluindo teorias de que o ossário de Tiago era o décimo e que desapareceu misteriosamente de alguma forma.
O colecionador Golan recentemente deu a Shimron acesso a seu ossário de Tiago para realizar os testes, mas disse que era cético quanto aos resultados. Por um lado, Golan disse em uma entrevista por telefone que comprou o ossário no máximo em 1976, ao passo que o túmulo de Talpiot foi escavado em 1980. (Se Golan tivesse comprado o ossário depois de 1978, ele poderia ter sido reivindicado pelo Estado de acordo com a lei de antiguidades de Israel.)
Mesmo que a química esteja correta, o ossário de Tiago poderia ter vindo de outro túmulo em Talpiot Oriental, disse Golan, acrescentando que uma pesquisa como esta exigiria amostras de uma base de testes muito mais ampla.
"É muito interessante, mas não é o suficiente para determinar nada de forma conclusiva", disse Golan sobre o trabalho de Shimron. "Seriam necessárias amostras de pelo menos 200 a 300 cavernas."
Shimon Gibson estava entre os arqueólogos da Autoridade de Antiguidades que entraram no túmulo de Talpiot logo que foi descoberto nos anos 1980. Ele disse recentemente que ficou claro que a entrada subterrânea para o túmulo tinha sido aberta desde a Antiguidade e que o túmulo tinha se enchido de terra abruptamente como resultado de um único acontecimento rápido – possivelmente um terremoto.
Gibson e outros arqueólogos concluíram que ladrões de túmulos tinham provavelmente estado lá durante o período bizantino. Mas descartou qualquer possibilidade de que o ossário de Tiago tenha desaparecido quando o túmulo foi descoberto.
"Eu mesmo escavei um punhado de túmulos que estavam abertos e cheios de terra", disse Gibson. "Pessoalmente, acho que o ossário de Tiago não tem nada a ver com Talpiot."
Ainda assim, diz Gibson, a comunidade acadêmica está aguardando ansiosamente a publicação dos resultados do Shimron em uma revista científica para ser revisada por pares.
Shimron, enquanto isso, diz estar se preparando para uma tempestade de críticas inevitável, inclusive por parte de pessoas que consideram abominável que um cientista, nas palavras dele, fique "brincando com os ossos de Jesus e Maria".
Tradutora: Eloise De Vylder

quarta-feira, 1 de abril de 2015

A MARCA DA BESTA ESTÁ CHEGANDO

video



terça-feira, 25 de junho de 2013

Ser crente não é ser quadrado!







Queridos Jovens,

Estamos vivendo em épocas que muitos jovens estão afastando dos caminhos do nosso Senhor Jesus Cristo, pelas limitações que muitos lideres e até mesmo os pais tem colocado nos jovens, fazendo com que de certa forma estes jovens pensem que a vida que eles estão levando é uma vida quadrada (desagradável ou imprópria), e devido a este motivo o numero de jovens na igreja tem diminuído mais e mais.

Quero eu mostrar dentro da Palavra de Deus que ser um jovem crente não é ser quadrado ou kareta, ser crente é fazer a diferença, andar em liberdade, saber entrar e sair de qualquer lugar é estar preparado para as adversidades e etc.

Daniel 1:3-4 - E disse o rei a Aspenaz, chefe dos seus eunucos, que trouxesse alguns dos filhos de Israel, e da linhagem real, e dos nobres, jovens em quem não houvesse defeito algum, formosos de aparência, e instruídos em toda a sabedoria, e sábios em ciência, e entendidos no conhecimento, e que tivessem habilidade para viver no palácio do rei, a fim de que fossem ensinados nas letras e na língua dos caldeus.

Daniel 1:6 - E entre eles se achavam, dos filhos de Judá, Daniel, Ananias, Misael e Azarias.

Veja que as exigências do rei eram muito grande, o rei estava à procura de jovens que não houvesse defeito algum, formosos de aparência, e instruídos em toda a sabedoria, e sábios em ciência, e entendidos no conhecimento, e que tivessem habilidade para viver no palácio do rei e ainda tinha que aprender outra línguas.

O interessante é que no vs.6 nós encontramos alguns que faziam parte do povo separado para Deus.

Isso nos mostra que o fato de você ser crente não quer dizer que você não pode fazer bons cursos, ler bons livros, assistir televisão para um conhecimento globalizado, usufruir da internet como uma fonte de pesquisa e aplicação aos seus conhecimentos e etc. Paulo nos encina da seguinte maneira, todas as coisas me são licidas, mas nem tudo me convém.

Você pode estar no meio de jovens não crentes sim porem fazendo a diferença veja o vs.8: E Daniel assentou no seu coração não se contaminar com a porção do manjar do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto, pediu ao chefe dos eunucos que lhe concedesse não se contaminar.”.

Daniel tinha as mesmas qualificações que os outros porem ele foi reconhecido como algo a mais que os outro pelo comportamento dele vs.17: "Ora, a esses quatro jovens Deus deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras e sabedoria; mas a Daniel deu entendimento em toda visão e sonhos.”.

Aprenda que ser crente não é ser quadrado é ter algo a mais que os outros (A PRESENÇA E A SABEDORIA DE DEUS). E para isso você não precisa se isolar do mundo basta fazer a diferença e ter o poder te até mesmo transformar o ambiente em que vive leia todo o capitulo 1º de Daniel e você vai ver que Daniel não se contaminou com as finas iguarias do rei e a atitude dele fez mudar o cardápio de todos os jovens que estavam ali vs. 15-16: E, ao fim dos dez dias, pareceram os seus semblantes melhores; eles estavam mais gordos do que todos os jovens que comiam porção do manjar do rei.”.

Desta sorte, o despenseiro tirou a porção do manjar deles e o vinho que deviam beber e lhes dava legumes.

Com o exemplo destes Jovens que a bíblia nos relata seja você também alguém, pronto para fazer a diferença em todos os lugares que você estiver, e nunca se esqueça que ser crente não é ser quadrado, ser crente é ser uma benção nas mãos do Senhor nosso Deus!

  
 

Seu namoro é de Deus?












Pr. 16:1 - O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa vem do Senhor..



Irmãos, nossa vida está nas mãos de Deus e não nas mãos de homens.



Muita gente prefere escutar o que o profeta, pastor ou alguma revelação vinda de terceiros do que escutar o que o próprio Deus diz no coração.



É certo que quando se fala de uma pessoa dentro da igreja gostar de alguém de fora da igreja todos vão ser contra, mas por acaso procuram saber se É a vontade de Deus ou não?



Quem sabe se essa pessoa não é um propósito de salvação, e como eu havia dito anteriormente o Senhor tem várias maneiras de resgatar os seus pequeninos perdidos no mundo, por que Ele os ama igualmente a um filho seu que está nos seus braços, e as vezes tem mais carinho por um do mundo do que alguém de dentro da igreja, por que, leiam Mateus 18.



Os que estão dentro da igreja tem uma visão diferente, conhecem a verdade é como se tivessem os olhos que os do mundo não tem por que conhecem os princípios do Senhor.



Os do mundo não conhecem a Deus não vêem seus milagres frequentemente apenas as vezes alguém da igreja chega pra um destes e prega a palavra mas sem algum sinal que faça essa pessoa crer em Jesus de coração, sim, o Espírito Santo convence uma pessoa do pecado, mas o Espírito Santo enquanto falamos ele toca o coração da pessoa e assim ela vem para Jesus, mas se não falarmos quem falará por nós?



Então em um namoro quem decide não é o pastor, não é um "profeta"e nenhum homem, mas só Deus é capaz de nos guiar individualmente na palavra se orarmos e pedirmos que Ele nos mostre o caminho.



É só jejuar e orar durante as madrugadas que Nosso Senhor sempre ouvirá nossas orações e pelo Seu Poder Ele muda o homem pela força da nossa palavra seja da igreja ou do mundo.



Muitos não sabem o poder que existe da palavra que sai da nossa boca no Nome de Jesus, por um acaso esqueceram que se pedirmos com Fé, podemos remover montanhas e qualquer barreira, e o que um filho pede para um Pai que Ele não vai nos dar com carinho.



Tenho uma palavra pra combater a interferência dos pastores na vontade do Senhor Jesus.



Jeremias 49



9 Eis que como leão subirá das margens do Jordão um inimigo contra a morada forte; mas de repente o farei correr dali; e ao escolhido, pô-lo-ei sobre ela. Pois quem é semelhante a mim? e quem me fixará um prazo? e quem é o pastor que me poderá resistir?




Muitas vezes basta apenas uma pequena tradução para compreendermos que estamos errados. letra original. (Man In The Mirror Michael Jackson)

Homem No Espelho

Eu vou fazer uma mudança

De uma vez em minha vida

Vai ser bom de verdade

Vou fazer uma diferença

Vou fazer isso direito


Enquanto eu dobro a gola

Do meu casaco de inverno favorito

O vento assopra em minha mente


Eu vejo as crianças nas ruas

Sem o suficiente para comer

Quem sou eu para estar cego

Fingindo não perceber suas necessidades


Uma indiferença de verão

Uma tampa de garrafa quebrada

E a alma de um homem


Eles seguem uns aos outros no vento, você sabe

Porque eles não tem nenhum lugar para ir

É por isto que eu quero que você saiba


Estou começando com o homem no espelho

Estou pedindo a ele que mude seus modos

E nenhuma mensagem poderia ter sido mais clara:

Se você quer fazer do mundo um lugar melhor

Olhe para si mesmo e faça uma mudança


Eu tenho sido vítima de um tipo de amor egoísta

É hora de eu compreender

Que existem alguns sem casa

Nenhum centavo para emprestar


Seria realmente eu

Fingindo que eles não estão sozinhos?


Um salgueiro profundamente marcado

O coração partido de alguém

E um sonho desanimado


Eles seguem o rumo do vento, você vê

Porque não tem lugar para ir

É por isso que estou começando comigo


Estou começando com o homem no espelho (Oh!)

Estou pedindo a ele para mudar seus modos (Oh!)

E nenhuma mensagem poderia ter sido mais clara:

Se você quer fazer do mundo um lugar melhor

Olhe para si mesmo e faça uma mudança


Estou começando com o homem no espelho (Oh!)

Estou pedindo a ele para mudar seus modos (Oh!)

E nenhuma mensagem poderia ter sido mais clara:

Se você quer fazer do mundo um lugar melhor

Olhe para si mesmo e faça uma mudança


Estou começando com o homem no espelho

(Homem no espelho - Oh, sim!)

Estou pedindo a ele que mude (É melhor mudar!)

Nenhuma mensagem poderia ter sido mais clara:

(Se você quer fazer do mundo um lugar melhor)

(Olhe para si mesmo e faça a mudança)


(Você tem de fazer bem, enquanto tem tempo)

(Porque quando você fecha seu coração)

Você não pode fechar sua, sua mente!

(Então você fecha sua mente!)


Aquele homem, aquele homem, aquele homem...

Com o homem no espelho...

(Homem no espelho, oh, sim!)

Aquele homem, aquele homem, aquele homem...

Estou pedindo a ele para mudar ( É melhor mudar!)

Você sabe... aquele homem


Nenhuma mensagem poderia ter sido mais clara:

Se você quer fazer do mundo um lugar melhor

Olhe para si mesmo e faça a mudança


Eu vou fazer uma mudança

Vai ser bom de verdade


Vamos! (Mude)

Apenas levante-se, você sabe

Você tem de parar isso, você mesmo!

(Sim! Faça aquela mudança!)


Eu tenho de fazer aquela mudança, hoje!

(Homem no espelho)

Você tem de não deixar seu próprio irmão

(Sim! - Faça a mudança!)


Você sabe, preciso entender

Aquele homem, aquele homem... (Homem no espelho)

Você precisa, você precisa se mexer!


Vamos! Vamos! Você tem de...

Levantar-se! Levantar-se! Levantar-se!

(Sim! - Faça aquela mudança)

Levante-se e eleve a si mesmo, agora!

(Homem no espelho)


(Sim! Faça aquela mudança!)

Vou fazer aquela mudança

Vamos! (Homem no espelho)


Você sabe! Você sabe como!

Você sabe! Você sabe como!

(Mude) Faça aquela mudança

segunda-feira, 25 de março de 2013



A Bíblia chegou ao Brasil 40 anos antes dos missionários protestantes
A introdução das Sagradas Escrituras no Brasil começou discretamente em 1814. Naqueles primórdios, exemplares de Novos Testamentos e Bíblias completas eram distribuídos a bordo de navios que deixavam Lisboa e portos ingleses com destino ao Brasil. Era um trabalho muito inteligente e de bons resultados. Dependia da boa vontade e do espírito missionário de capitães de navio, comerciantes e pessoal diplomático e militar que viajassem para o Brasil. Os capelães britânicos radicados nos mais importantes postos brasileiros também participavam deste ministério.
A partir de 1818, a distribuição de Bíblias na América Latina passou a ser feita por meio de agentes das duas sociedades bíblicas existentes, a Britânica e a Americana. O primeiro deles foi o pastor batista escocês James Thomson (1781-1854). Foi ele quem introduziu a Palavra de Deus na Argentina, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Porto Rico, Haiti, Cuba, México e várias ilhas das Antilhas. Não se sabe se ele esteve no Brasil.
O pastor metodista americano Daniel Parish Kidder (1815-1891) foi o primeiro correspondente da Sociedade Bíblica Americana a se fixar no Brasil. Com a idade de 22 anos, já casado, ele percorreu o país de norte a sul. Kidder era destemido e criativo. Em uma de suas viagens a São Paulo, propôs à Assembléia Legislativa da Imperial Província de São Paulo o uso da Bíblia nas escolas primárias de toda a província e se comprometeu a doar doze exemplares para cada escola, caso a proposta fosse aprovada.
Entre a chegada dos primeiros exemplares da Bíblia (1814) e a chegada do primeiro missionário protestante permanente (1855), há um espaço de 41 anos. Isso significa que as Escrituras Sagradas precederam a implantação das primeiras igrejas evangélicas brasileiras.
Naquele tempo, a Igreja Romana não via com bons olhos o trabalho das sociedades bíblicas e de seus colportores (pessoas que se ocupavam da circulação da Bíblia por motivação missionária). Os protestantes pensavam e agiam de maneira diferente. Cada fiel deveria possuir seu próprio exemplar da Bíblia e conhecer o seu conteúdo, na certeza de que ela é "a única regra de fé e prática".