domingo, 24 de março de 2013

A proposta de satanás



A proposta de satanás



Texto base: Gn. 2.16-17 e Gn. 3. 1-11
Divisa: Is 14 11-14

Introdução:

Desde os primórdios da criação, o adversário tem elaborado planos para minar a comunhão entre Deus e o homem. No princípio tudo era belo, o homem tinha uma profunda comunhão com o Criador. Até que um ser intruso, oportunista, sagaz e mentiroso percebe que Eva estava sozinha; sendo ela o vaso mais frágil, recebe a proposta da serpente e fica encantada: “Deus sabe que no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus serão conhecedores do bem e do mal. Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto comeu-o e o deu para o seu marido que também o comeu” (Gn. 3.5-6).

Desenvolvimento:

Quando Eva e Adão transgrediram contra a ordem do Criador, ambos sentiram vergonha e tentaram esconder-se; Quando Deus lhes fez a visita pela viração do dia, algo que acontecia sem qualquer constrangimento. (Gn 2.19-20 e 3.8-11). “Ouvindo o homem e a sua mulher os passos do Senhor Deus que andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus entre as árvores do jardim” (Gn. 3.8).
Os degraus do poder são escorregadios, percebe-se que quanto maior for à elevação do ego, maior também será a queda.
    Veja alguns exemplos de homens que cederam ante as propostas de Satanás e sofreram danos irreparáveis:

1.    Dn. 4.24-3 – O rei Nabucodonosor se exaltou e se tornou como um animal até o tempo, em que ele pode reconhecer que a soberania pertence a Deus: vv. 30: disse: “Acaso não é esta a grande Babilônia que eu construí, como capital do meu reino , com o meu enorme poder e para a glória da minha majestade” Ao fim daquele período, eu, Nabucodonosor, levantei os olhos ao céu e percebi que o meu entendimento havia voltado. Então louvei ao Altíssimo, honrei e glorifiquei aquele que vive para sempre. O seu domínio é um domínio eterno; o seu reino dura de geração em geração”

2.    At. 12.20-23 – O rei Herodes não deu glória a Deus e morreu comido por vermes (vv. 23) “Visto que Herodes não glorificou a Deus, imediatamente um anjo do Senhor o feriu e ele morreu comido por vermes”
3.    3 Jo 1.9-10- Este texto fala sobre a característica de um obreiro amante do orgulho: Diótrefes (vv. 29) “Escrevi à igreja, mas Diótrefes que gosta muito de ser o mais importante entre eles, não nos recebe.”



Conclusão:

Quero apresentar-lhes, irmãos amados e queridos, o grande exemplo de rejeição ao poder; proposta enganosa de satanás o arquiinimigo de Deus. Ver Mt. 4.8-10; satanás se apresentou a Jesus no deserto, ofereceu-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles, porém, com uma condição.
v. 8-9: “Depois o diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor e lhe disse: “Tudo isso te darei se prostrado me adorares”“.
Quero concluir com o seguinte pensamento: “A busca pela excelência é sinal de maturidade, a busca pelo poder de infantilidade.”.


Em suma, a regra número um em matéria de poder é nunca se abaixar para nada.

Postar um comentário